Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, janeiro 02, 2010


"La mort sait bien
qu'elle va gagner le duel
en attendant

la vie
a des parades habiles
et l'amour
guide son fleuret"

Nic Klecker (poeta luxemburguês, 1928-2009 )


A morte e a vida têm um encontro marcado
um duelo à espada
de vida ou morte

a vida, com a fragilidade das pombas,
tem de ser conduzida

a sua testemunha é o amor
é este quem lhe adestra a mão
e quem a mantém denodadamente
no combate
mesmo que a vacilação
lhe desça pesada aos pés

a morte não traz padrinho
porque precisaria de ajuda?
o seu braço tem uma estocada irresistível

assomando ao campo aberto
o poeta assiste a tudo
a uma escassa distância
e diz a dor dos golpes
da morte
o dizê-lo é uma hábil parada
com que os vai sustendo

de um pouco mais ao longe
ouve-se a voz
espessa e férrea de um Profeta
declarar mudado o desfecho
para o duelo:
“O Amor
não falha
e o ferrão da morte
está quebrado”

Rui Miguel Duarte
26/12/09
Publicado também em Liricoletivo

Sem comentários: