Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, maio 02, 2008

Don't cry, Maddie!



Completa-se um ano sobre o caso mais mediático de sempre no mundo de desaparecimento de uma criança. Toca-nos a nós, Portugueses, porque se passou em Portugal.
Não quero dar a minha opinião nem botar palpites nem sentenças sobre quem presuma ser o culpado, se houve assassinato acidental ou propositado, com desembaraço do corpo, ou rapto. Se os pais montaram um grande esquema para encobrir uma eventual culpa, ou se simplesmente moveram mundos e fundos na busca da sua filhinha, como se calhar casal de pais faria se pudesse. Nem se o arrastamento ou a não resolução deste caso interessa a alguém. Nem quero filosofar sobre a razão porque, dentre tantos milhares de crianças desaparecidas no mundo, inclusive em Portugal, teve este caso tão grandes atenções das autoridades policiais, da comunicação e da opinião pública. Agora que outros casos vamos conhecendo de abusos de crianças e adolescentes, por vezes pelos próprios pais (como o caso daquele senhor austríaco que sequestrou durante 24 anos e gerou filhos dela).

Quero apenas invocar a criança, o elo mais fraco. A quem ninguém perguntou nada, e isenta de malícia para ser cúmplice do seu próprio desaparecimento. Invoco apenas a sua memória, como símbolo da colheita demoníaca que é fazer mal a uma criança. Em qualquer parte do mundo. Porque delas, das tais crianças, simples de coração, ingénuas, prontas a acreditar no amor dos grandes, dependentes, rápidas a ser cruéis – é certo – mas também a perdoar e esquecer; ainda sem noção do bem e do mal – e por isso herdeiras, mais do que ninguém, do Reino de Deus. Essas crianças que, sentadas no seu colo e saltitando ao seu redor, Jesus abençoou (Marcos 10:13-16), e nestas todas as crianças do mundo, esperança do futuro.

E quero dizer-lhe – embora tenha noção que ela não lerá estas palavras: don't cry! Estas foram as únicas palavras que se me oferece dizer-te. O Senhor Deus é o teu criador. Ele diz que, mesmo que uma mãe possa esquecer o seu bebé e perder o amor ao filho que ela gerou, ele, o teu Criador, jamais te esquecerá. O teu retrato está gravado na palma das suas mãos (Isaías 49:15-16)! E sei que te fará justiça. Que possas sossegar, pois és habitante do seu Reino! Quem te fez mal, melhor lhe fora se pendurassem uma pedra de mó ao pescoço e o lançassem ao fundo do mar, a enfrentar a julgamento do Senhor (Mateus 18:6). Porque o Senhor tem memória.

E o que te digo não é apenas para ti – mas para todas as crianças do mundo.

1 comentário:

pedroaurelio disse...

Paz do Sr. meus queridos irmãos, devido a um grande numero de visitante que tem, tido o meu blog qual resolvi construir um novo Blog no blogspost o qual em alegro muito.
Todos os textos que estão no antigo blog do sapo http://pedroaurelio.blogs.sapo.pt/ estão a ser transferidos para este novo espaço , e os respectivos comentários dos mesmos post .
Vai ser um trabalho demoroso mas no fim vai ter um bom resultado pk estou a dividir todas as matérias por um blog .
Os quais deixarei os respectivos endereços dos mesmos .
Gostaria que trocassem o meu endereço antigo que esta nos vossos blog o sites.
Para que este que passo a mencionar http://deus-e-tudo-para-mim.blogspot.com/
para que este projecto que esta no meu coração possa cada vez ir mais longe e chegar a pessoas que precisam de uma palavra de esperança para a sua vida
Desde já pesso a todos os visitantes que sabem que a onde esta o meu endereço do meu blog e não conste o endereço novo que me deixem um recado para que possa pedir o favor ao respectivo dono do blog o do site que troque o endereço .

Endereços dos meus novos blogs .

http://deus-e-tudo-para-mim.blogspot.com/

http://noticiasevangelica.blogspot.com/

http://osmeuscomentriosrecebidosepubli.blogspot.com/


Contactos

deusetudoparamim@gmail.com

deusetudoparamim@hotmail.com

Desde já peço a vossa compreensão pelo incomodo que posso estar a causar .

/