Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, março 24, 2010

IGREJA RENDIDA AOS "SLOGANS" ARROJADOS


A diocese de Nancy (departamento de Meurthe-et-Moselle, onde habito, região da Lorena, em França) da Igreja Católica, recorreu, para a sua campanha anual de recolha de donativos, às virtualidades da publicidade e aos slogans arrojados.
O arrojo está na linguagem utilizada. Em primeiro lugar, o nome de Jesus associado a Crise, paronomásia por "Cristo". Em segundo lugar, o recurso ao nome "Diabo" no apelo à oferta, valendo-se para isso do vazio de sentido que o vocábulo tem na linguagem comum, restringindo-se a mero bordão de linguagem e interjeição: "Donnez, que diable!" Este vazio existe também em português: "Dêem, diabo!" O que não é muito diferente de: "Dêem, porra!"
Cf. aqui

Sem comentários: