Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, novembro 25, 2011

SIDERAUX



je cherche l'espace indistinct 
entre deux couleurs de l'arc-en-ciel
je cherche le doigt
qui cloue les étoiles

24/11/11

sábado, novembro 19, 2011

À SOMBRA

O SENHOR Deus fez crescer uma planta, mais alta do que Jonas, para lhe dar sombra e o confortar do seu desgosto.
Livro de Jonas, 4:6

O Senhor fez crescer uma planta
o Senhor fez a planta cresceu
para calar os gritos da minha alma
para soprar sobre o fogo
mais selvagem do que eu

a planta cresceu com ramos
que amaciam o meio-dia
deslizando pelos meus sonhos
devolvendo-me as lágrimas
que me abandonaram
no ventre cheio de muitos cuidados

a planta cresceu
amante
dos meus cabelos, o amor perfeito
do tom grisalho do meu coração
com ela me posso cobrir
na sua sombra de água

19/11/11

quarta-feira, novembro 16, 2011

SANSÃO

os cabelos, os cabelos 
como noites varridas 
à ilharga dos cometas
que passam em repentinos lumes
pela boca de Dalila

os cabelos, os cabelos
como noites fendidas 
pelas asas dos pássaros 
que fazem ninhos habituais 
nos seios de Dalila

os cabelos, os cabelos
têm o volume de toda a força 
das marés, reduzem 
a escória bruta a pedra polida
do rosto de Dagon

16/11/11

sábado, novembro 12, 2011

LIÇÃO DE VOO

‎"trouxemos as nuvens 

para as nossas sandálias
e voamos "

João Tomaz Parreira, in "Lei do retorno"

trouxemos as nuvens
para as nossas sandálias
de andorinha
para nos fazerem sombra
no voo

mas as nuvens são fragmentos
no céu recortadas por facas
desconhecidas
é que só uma coisa conhecemos:
ser aves incessantes
umbilicalmente incessantes
para nós não há nuvens nem céu aberto
de volta ao nosso ninho

lá onde se erigem as nossas janelas
tudo o que somos
é voo

12/11/11